Hino à Papagaios
Letra e Melodia por Alexandre Lacerda

Papagaios, cidade que adoro
De onde vem tua ternura imortal?
Essa gente que acolhe em seus braços
Tem no peito um coração leal

Já faz tempo a Fazenda Morrinhos
Viu nascer em seu seio a cidade
Papagaios, distante daqui
Não encontro a felicidade

Quando uma luta pela terra
E almeja a liberdade
Sabe amar onde se nasce
Vê crescer soberana cidade
 
Papagaios, um sítio de pedras
Da ardósia a riqueza extrai
Em teu solo o leite derrama
Suas raízes o povo trai

Vivo embalde a correr outros cantos
Pois não vejo onde vou igualdade
Papagaios, distante daqui
Não encontro a felicidade

Compartilhe!